A Opinião do Outro

Uma das crenças que mais nos prejudica está enraizada num conceito bem expressado neste ditado popular: "Só não se sente quem não é filho de boa gente".


Esta expressão popular reflete aquilo que vai na mente e coração de quase toda a gente. E que é que quanto mais a opinião do outro é negativa em relação a nós, mais devemos de ficar ofendidos. E quanto mais essa pessoa é importante para nós, mais nos deve doer.


Ou seja, segundo este ensinamento que é passado de uns para outros é normal e esperado que o nosso estado mental e emocional fique alterado para um mais negativo devido à opinião de outra pessoa sobre nós.


Ensina-nos também que a opinião do outro é importante e afeta quem somos, logo precisamos que os outros nos vejam sempre de uma forma positiva para validar quem somos e encontrar o nosso valor.


Precisamos assim que os outros nos vejam com bons olhos e concordem com quem somos e as nossas ações e expressem a sua aprovação.


Caso contrário ficamos tristes ou enraivecidos. Porque o outro está errado? Isso é o que as pessoas dizem, mas não é o que sentem. A dor vem porque buscam no outro a aprovação e quando não a conseguem sentem-se rebaixados no seu valor.


Mas, e se a opinião do outro for só uma opinião? Tão válida quanto a nossa ou a de qualquer outro e apenas uma opinião pessoal?


Que podemos ver e ouvir e dizer: uhmmm ... porque será que pensas assim?


E se calhar vamos perceber uma de duas coisas. Ou o outro até tem razão ou (o mais provável) as crenças e experiências de vida do outro levam a formas de pensar que não nos dizem respeito.

Contacto

+(351) 922 265 933​

wellbeing.terapias@gmail.com

Morada

Av. dos Pescadores, 549

4490-013 Aver-O-Mar

Póvoa de Varzim

Porto, Portugal

WELLBEING&LIVING BY THE SEA

       

Orientação para a Gestão do Stress e Desbloqueio de Vida

Massagens e Terapias | Formação e Workshops