Aplicar Calor ou Frio na Dor?

A aplicação de calor ou frio para o alívio de dores é uma boa opção, mas a escolha entre um método ou outro nem sempre é fácil. Na verdade, o efeito de um e outro no corpo é completamente oposto e o uso incorrecto pode mesmo agravar severamente o problema.


Quando há presença de dor a causa dessa mesma dor pode ser muito variada. Haverá inflamação, logo a zona sofreu uma lesão ou o corpo por algum motivo está a tratar essa zona como tal? Estarão a fibras musculares sob demasiada tensão e a “colapsar”, originando espasmos, cãibras ou contrações descontroladas? Será a dor mais uma sensação de desconforto extremo, como se tivesse um bloco de cimento? Estarão os nervos a ser compridos e a originar dor no local e/ou outros pontos do corpo?

Mesmo para os profissionais da área a decisão nem sempre é bem sucedida. Se por vezes a situação é óbvia e pede calor ou frio, outras há em que, apesar de a zona poder beneficiar, por exemplo de calor, existem outros sintomas que irão ser agravados pela aplicação desse calor.

O mesmo pode acontecer em situação oposta, em que a zona beneficiaria com a aplicação de calor e foi aplicado frio, mas aqui os malefícios não seriam assim tão graves, por isso, na dúvida, aplique sempre o frio.


Mas então como decidir o que aplicar em casa?


Opta pela aplicação de calor – compressas quentes, banhos de imersão, sacos de água quente, etc.

- Se sentes desconforto, uma sensação de aperto, dureza, rigidez, cansaço, se tens episódios de espasmos e cãibras (sem outros sintomas).


Opta pela aplicação de frio – esfregar cubos de gelo sobre a zona (o melhor), sacos de gelo ou frio, creme ou gel efeito frio, etc. - Se sentes dor, especialmente quando é aguda e oscilante, se sentes dormência ou formigueiro, se a zona está avermelhada e/ou inchada, se ao toque o tecido parece estar “esponjoso”.


Por norma certas zonas do corpo tendem a apresentar certos tipos de problemas e por isso quase sempre pedem o mesmo tipo de tratamento.


  • No pescoço e parte de cimas das costas, aplica calor, de preferência compressas húmidas - coloca sobre a zona e deixa ficar por 10-15min.

  • Em tendinites, braços, mãos, tornozelos, aplica frio, de preferência cubos de gelo - esfrega o gelo sobre a zona até começar a ser desconfortável, para e espera um pouco, volta a repetir algumas vezes.

  • Na zona da lombar quase sempre a combinação dos dois métodos é o mais eficaz – alterna entre a aplicação de sacos de frio e quente, por exemplo, 5min cada, ou aplica calor e termina com a aplicação de um gel frio.

  • Nos pés, pernas, joelhos, e outras zonas, poderá variar muito consoante os problemas que lá possam existir, por isso o melhor é consultares a opinião de um profissional.


Situações que beneficiam da aplicação de calor: - excesso de contracção muscular - tecidos “enrijecidos” - cansaço por esforço - sensação de tensão e stress - espasmos musculares


Situações que beneficiam da aplicação de frio: - presença de inflamação - má circulação - retenção de líquidos - excesso de contracção muscular - tendinites

Contacto

+(351) 922 265 933​

wellbeing.terapias@gmail.com

Morada

Av. dos Pescadores, 549

4490-013 Aver-O-Mar

Póvoa de Varzim

Porto, Portugal

WELLBEING&LIVING BY THE SEA

       

Orientação para a Gestão do Stress e Desbloqueio de Vida

Massagens e Terapias | Formação e Workshops