Dor no Fundo das Costas



Quando falamos do fundo das costas falamos da zona da lombar, da zona do cóccix e do sacro. O fundo das costas é mais ou menos de um pouco abaixo do meio das costas (fim das costelas) até ao rabo.


Quando se fala em dor no fundo das costas os termos mais comuns de serem ouvidos são dor na lombar e dor ciática. Mas não são os mais frequentes de acontecer. Apenas fala-se mais, porque quem não sabe a causa associa sempre o problema à mesma razão, justamente porque são os termos mais utilizados.


Eu também associo a dor no fundo das costas sempre à mesma razão … à contração muscular!


Mas quais os músculos afetados e a sua localização é que já varia de caso para caso.

Muitas pessoas têm a zona envolvente à lombar totalmente endurecida e bloqueada. Muitas pessoas têm a zona do sacro e cóccix tão afetada que até a zona fica visivelmente mais elevada, e ao toque mais esponjosa, e até por vezes bastante inflamada.


Muitas pessoas têm os músculos praticamente completamente contracturados. Muitas pessoas têm certos músculos com excesso de contração e nós musculares e outros músculos completamente flácidos.


O que nunca ninguém tem é a zona totalmente flácida e os músculos que assim estão devem-se ao hábito, que apenas usava o corpo de uma certa maneira, e errada, e fez com que o uso muscular não fosse equilibrado, pondo o esforço todo em alguns músculos e pouco ou nada nos outros músculos.

E depois surgem as contraturas que impedem os músculos que as têm do movimento e impedem os outros também. Levando cada vez mais ao agravamento da contração nuns e ao agravamento da flacidez noutros.


Seja como for, fortalecer a lombar ou o fundo das costas em geral para resolver o problema é a pior coisa que se pode fazer.

Sempre, sempre, sempre, o problema vai piorar. E é uma questão de tempo até que a lesão, que aparentemente surge do nada, aconteça.


Fortalecer o fundo das costas só iria resultar se a flacidez fosse generalizada ou pelo menos na maioria dos músculos e, se há dor, nunca assim é o caso. (na verdade, em milhares de pessoas diferentes em quem já trabalhei, nunca assim foi o caso).


Alguns dizem, "mas a mim o exercício faz-me bem", porque já não sinto dores. É quando páro o exercício que sinto dores.

E eu digo, decida não comer por alguns dias e vai ver como ao 3º dia já não sente fome.

E as dores que sente quando pára o exercício não é um indicador de que precisa de esforçar mais o músculo, mas sim um indicador do (mau) estado em que está.

Uma pessoa saudável pode começar a fazer exercício e parar de o fazer quantas vezes quiser e quando bem entender. Se começa logo a sentir dor ou a sentir o corpo em mal estado quando pára, essa é justamente a prova de que há um problema grave e cada vez a ficar mais grave. Agora dói, porque agora deu oportunidade ao corpo de se queixar. E ainda bem!


A dor no fundo das costas pode dever-se a problemas nos músculos, nos tendões, nos ossos, nos discos, nas articulações, e nos nervos. Mas quase sempre, seja qual for o problema que exista e onde quer que exista, este deve-se à ação muscular, pois é o músculo que puxa, deforma, entorta, contrai, e corta o movimento. Ou seja, mesmo que, por exemplo, um disco da coluna esteja com problemas, os músculos na zona estão com problemas e a causar e a agravar esse problema no disco.


Tratar um osso é, por esse motivo, quase tão ridículo como alguém dizer que não gosta do lugar onde tem uma cadeira na sala, e por isso vai desmontá-la e deitá-la fora e construir uma nova no lugar que quer.


Mas a que se devem os problemas nestes músculos do fundo das costas?


1 – Problemas nos músculos das coxas.

Os músculos do fundo das costas estão diretamente relacionados com os músculos das pernas, especialmente os músculos das coxas. Quanto estes músculos começam a ficar com excesso de contração, vão puxar os músculos do rabo e os que envolvem a zona do cóccix e sacro e “estragar” estes músculos e causar imensas dores no fundo das costas. É por isso que alongar os músculos das pernas e tratá-los com massagem ajuda a aliviar a dor e a tratar os problemas no fundo das costas.


Exercícios que fortaleçam os músculos das coxas, como cycling e trabalho com pesos, só vai agravar a situação, e muitas vezes até começar problemas onde antes não existiam.

A forma como caminhamos também é muito importante. O arranca e pára não ajuda. Caminhar com stress e os músculos tensos também é muito mau. E não ter uma mente calma e clara quanto à ação que estamos a realizar também prejudica. Isto acontece também naquelas situações em que estamos à espera de alguém ou de algo e o corpo não sabe quanto tempo vai estar naquela situação ou quando vai ser “surpreendido” com algo que o vai fazer mexer (ex: atender ao balcão num café).


2 – A contração muscular acontece mesmo que não se esteja a fazer nada, porque o músculo contrai em função do pensamento, seja este consciente ou não.

Muitas vezes as pessoas dizem que não estão a pensar em nada, mas estão. Estão a pensar nas contas para pagar, no receio de ficar sem emprego, no carro que pode avariar, no telemóvel mais recente no mercado que queriam ter e não podem comprar … Estão a pensar naquela pessoa que é chata e não muda, nas falhas dos outros para consigo, nas injustiças da sociedade.

Seja o que for que provoque emoção negativa, é um indicador que os músculos estão a contrair e a bloquear. E sempre que a emoção negativa existe, existem pensamentos que estão a causar essa emoção.

Na zona do fundo das costas são os assuntos relacionados com estabilidade e segurança financeira, sobrevivência e conforto, integração na sociedade e conexões pessoais, organização e planificação, que mais afetam e contraem estes músculos.


3 – Más posturas.

A forma como nos sentamos, seja numa secretária ou no sofá, afetam os músculos do fundo das costas.

A zona da lombar é especialmente afetada quando, por exemplo, nos sentamos com o rabo muito para a frente e as costas encostadas mais para trás, que é o que muita gente faz a conduzir ou quando está a relaxar em casa no sofá.

Ter o corpo torcido para um lado durante muito tempo também vai afetar o trabalho dos músculos, esforçando mais uns e encolhendo mais outros. Quando vamos a ver já estamos com a coluna torta, porque os ossos foram puxado pelos músculos para um dos lados.


Muito mais poderia ser dito sobre este assunto, mas para concluir, de uma forma generalizada e simplificada resume-se a isto:

Tornando os músculos saudáveis, relaxados e flexíveis, tudo volta ao seu lugar!


#DorLombar #DorFundoDasCostas #ContraçãoMuscular


Contacto

+(351) 922 265 933​

wellbeing.terapias@gmail.com

Morada

Av. dos Pescadores, 549

4490-013 Aver-O-Mar

Póvoa de Varzim

Porto, Portugal

WELLBEING&LIVING BY THE SEA

       

Orientação para a Gestão do Stress e Desbloqueio de Vida

Massagens e Terapias | Formação e Workshops