Dormir Melhor Não Passa Pela Toma de Medicação

Atualizado: 5 de Mar de 2019



Se te deitas na cama e não consegues dormir, já pensas-te que talvez seja porque não queres dormir?


Claro que estás lá deitado e a pensar, “Eu quero dormir”, “Eu tenho de dormir”, mas quem tu és, é mais do que esta mente com estes pensamentos ... O corpo manda. E o corpo tem mais força.


Se dizes com a tua intenção que queres dormir, mas não adormeces, é porque o teu corpo não quer, e se o corpo não quer, é porque na verdade tu não queres!

Pode parecer complicado, mas não é. Vou passar a explicar melhor …


Imaginemos por exemplo que durante o dia aconteceu algo que te abalou emocionalmente e roubou o foco da tua atenção. Por exemplo, um grande amigo teu que te traiu ou um problema grave que surgiu e ao qual não vês solução.

Durante o dia não consegues deixar de pensar nisto e quando chega a noite queres dormir, mas não consegues.


Dizes que queres dormir, mas o teu corpo não obedece!

Não pára, não desliga, não abranda, não liberta esta resistência que está a ocorrer dentro de ti.


A razão porque o teu corpo não liberta, é porque, na tua mente, também não queres libertar.

Dizes que queres, mas não queres. Porque não queres esquecer.


Não te importas de libertar estes pensamentos durante umas horas, para poderes dormir, mas não estás disposto a libertar a forma como te sentes a respeito.


É o sentimento que não queres largar! Porque ainda não estás preparado para sentir algo diferente.


Se foste traído, não vais querer esquecer assim tão rápido este sentimento de traição e desilusão, até porque quanto mais pensas no assunto, mais o ativas e o alimentas e lhe dás vida.

E se há um problema grave a resolver, não queres deixar de sentir medo ou preocupação, pois são estes sentimentos que te lembram a importância da situação.


E o sentimento está no corpo, sob a forma de emoção. Sob a forma como a energia do nosso corpo contrai ou é livre.


No fundo a escolha é tua, porque podes perfeitamente escolher deixar de sentir-te assim, mas para isso é preciso estares disposto a pensar na situação de uma forma diferente, atribuir-lhe um significado diferente, e pode ser que ainda não estejas preparado para fazer isso.


Então o que fazer perante estas e outras situações que não te deixam dormir?


Em primeiro lugar deixa-me dizer que tomar medicação para dormir é sempre, sempre, a pior escolha, mas por vezes é necessária quando não estás disposto, ou não te sentes capaz, a seguir por outro caminho e a fazer o que quer que seja para equilibrar a tua energia.


No entanto, mesmo quando se torna necessária, nunca deverá ser vista como uma situação permanente e contínua.

Deverá ser sempre uma escolha pontual e de curta duração, por várias razões:


  • Em primeiro lugar, após pouco tempo o corpo habitua-se à medicação e esta já não faz efeito. Podes mudar a medicação e/ou aumentar à dose, mas irá continuar a ser sempre uma situação temporária, até ficares sem opções e andares a tomar medicação para dormir e não dormir na mesma.


  • Em segundo lugar, o que a medicação faz é anestesiar o cérebro e a ligação corpo – mente. Se queres perder parte das tuas capacidades mentais, perder-te de quem és e viver atordoado, tudo bem, mas não acredito que seja isso o que queres para ti. Acredito que queiras sentir-te vivo, com clareza de pensamento, capacidade de resposta e de decisão. Sentir-te presente dentro de ti mesmo. Por tudo isto queres tanto dormir!


  • Em terceiro lugar, não resolve nada. Existe a crença generalizada de que medicação é cura, mas raramente assim é. Normalmente a medicação serve para eliminar sintomas e camuflar problemas. Traz o alívio momentâneo, é certo, mas não resolve nada.



Então o que podes fazer?


Se a tua insónia é pontual e deve-se a algo recente que ocorreu, ou seja, consegues identificar muito bem a razão que não te deixa dormir, porque não consegues deixar de pensar nesse assunto, Keep Calm e faz de conta que tens 20 anos e estás a fazer uma direta :)


É mesmo assim, todos passamos por momentos como estes na vida e nesses momentos a energia do assunto está muito ativa e não há nada que se possa fazer a não ser deixar passar, e como tudo na vida isto também passa e irá passar.


O que faz muitas vezes estas situações tornarem-se piores do que são, e prolongarem-se por mais tempo do que deveriam, é justamente o quereres forçar a fazer aquilo que não queres, porque acreditas que tens de dormir para estar descansado no dia seguinte.

Mas quanto mais tentas forçar-te a dormir, não só não dormes como entras ainda mais em energia negativa, agora com preocupação e medo das consequências de não dormir.


Se não conseguires dormir, talvez no dia seguinte vás estar cansado. Mas, stressar a noite toda com o não conseguir dormir … consegues ver as consequências?


Com medo de estares cansado no dia seguinte, cansas-te sem sair da cama. Com medo de no dia seguinte não conseguires ter todas as tuas capacidades mentais alerta, irritas-te, preocupas-te e impedes-te ainda mais de conseguir dormir, com pensamentos que não servem para nada a não ser deitares mais lenha para a fogueira.


Quando este tipo de situação é recorrente, seja devido a um mesmo assunto que não melhora ou vários que vão acontecendo, tornam-se um hábito no teu corpo. E é aqui que as noites mal dormidas vão acumulando e começas a duvidar da tua capacidade de ter uma boa noite de sono.


Ou seja, o teu corpo está agora habituado a agarrar-se à energia dos acontecimentos negativos da tua vida e acredita que não pode largar nem por umas horas, pois foi isso que o ensinas-te que tem de ser.


E se este tipo de situação ocorre com bastante frequência ou até passou a ser a norma, então deverás olhar para dentro (sentir) e considerar que poderás precisar de equilibrar a tua energia.


É preciso então duas coisas:


1 – Ajudar a mente a libertar certas formas de ver os acontecimentos e a importância que lhes dás, inclusive relacionado com o facto de não conseguires dormir.


2 – Ajudar o corpo a libertar esta resistência. A libertar a emoção negativa que tem aprisionada e assim poderes sentir-te diferente e assim poderes pensar de forma diferente.


Nas minhas terapias, para este propósito, eu recomendo a massagem terapêutica muscular ao rosto, pescoço e crânio e a terapia Access Bars. Fazer algumas sessões de coaching também poderá ser uma grande ajuda.


Mas cabe a cada um seguir aquilo que conhece e acredita.

Existem inúmeras terapias que ajudam a acalmar a mente e a equilibrar a energia como o Reiki e similares.


É importante também mudar hábitos de comportamento e introduzir outros mais benéficos na nossa vida, como praticar meditação e reduzir o contacto com as redes sociais, tv e internet no geral. Desligar tudo pelo menos meia hora antes de dormir também ajuda a acalmar a mente e a começar a preparar-te para o estado off.


#DormirMelhor #DormirSemMedicação #AccessBars #Coaching #MassagemTerapêutica


Contacto

+(351) 922 265 933​

wellbeing.terapias@gmail.com

Morada

Av. dos Pescadores, 549

4490-013 Aver-O-Mar

Póvoa de Varzim

Porto, Portugal

WELLBEING&LIVING BY THE SEA

       

Orientação para a Gestão do Stress e Desbloqueio de Vida

Massagens e Terapias | Formação e Workshops