Nem Sempre Temos Tudo o Que Precisamos, Mas Podemos Dar Valor ao Que Temos



Todo o ser humano tem as mesmas necessidades básicas, entre as quais, sentir-se seguro, ter liberdade, criar conexões com os outros. Também precisa sentir-se compreendido, aceite, valorizado, reconhecido, admirado, respeitado ...

E tu também tens estas necessidade básicas para o teu bem-estar e felicidade.

Mas quem determina se tu tens ou não tens estes componentes na tua vida?

Os outros? Tu próprio?

Os outros com certeza não é. Tu até podes ouvir a opinião dos outros, até podes aceitar essa opinião como válida e razoável, até podes saber o que faz sentido ou não, mas nada disso vai mudar como te sentes a respeito de algo. Se sentes que não tens, não importa o que os outros digam, o sentimento não vai mudar.

Mas poderás confiar em ti próprio e nos teus sentimentos para obter uma resposta verdadeira? Não, não podes! Não podes confiar no que sentes, pelo motivo que o que sentes é o resultado, não da situação em si, mas do que pensas a respeito da situação. Talvez não saibas, mas o que tu pensas e a forma como pensas, não tem a ver com o mundo lá fora, mas sim é fruto da forma como a tua mente foi sendo formatada ao longo de toda a tua vida, desde o momento em que nasceste.

Isto tudo poderia ser insignificante, não fosse o facto de que quando sentes falta de uma das necessidade básicas, sentes-te infeliz e até com raiva ou depressão.

Além disso, quando sentes que não tens, é isso que vais continuar a atrair para a tua vida. E a única forma de mudar isto é mudar como te sentes.

Não estou a dizer para fazeres de conta que sentes que tens quando sentes que não tens, pelo contrário, viver assim não só não muda os resultados, como impede que entres em contacto com os teus sentimentos e possas perceber o que realmente está mal.

Estou a dizer para treinares a tua mente a focar no que tens.

Começa a contar e a agradecer pelas coisas boas que tens ... quanto mais não seja, se estás a ler isto, tens um coração que bate e bombeia sangue para todo o teu corpo sem que tenhas de fazer nada por isso.

Se sentes, por exemplo, que não tens liberdade para fazer o que queres, no trabalho ou em casa, começa a escrever todos os dias num papel todas as coisas em que tens liberdade e fazes as tuas escolhas, por mais pequenas e insignificantes que possam parecer, como escolher se queres tomar pequeno-almoço ou não.

Começa também a criar na tua mente outros cenários possíveis para a situação, mesmo que estejas convencido de qual é a verdade e não consigas aceitar outra hipótese. Mesmo sabendo que é mentira imagina outros cenários como se estivesses a escrever outras possibilidades para o guião de um filme. Por exemplo, além da razão que já sabes, imagina outra razão para alguém que tu gostas estar a ignorar-te. Talvez tenha sido sequestrado por um extraterrestre? :) Talvez esteja com um problema muito grave e não tenha tempo para ti? Talvez esteja a passar por um momento difícil e anda a descarregar em todos? Talvez os seus traumas de infância o impeçam de conseguir conectar-se com os outros e corresponder ao relacionamento que tu procuras? Talvez seja uma pessoa com uma mentalidade muito fixa em relação ao que procura nos relacionamentos que cria, quer sejam de amizade, profissionais ou amorosos?

As possibilidade são imensas além de ele/a não gosta de mim, porque o problema sou eu. Porque é isso que acontece, não é? Tu começas logo a pensar no que poderás ter feito mal, no que disseste e não devias ter dito ou no que não disseste e devias ter dito, nos teus "defeitos" físicos e de personalidade, em como precisas de mudar e ser outro algo que essa pessoa vá gostar.

Queres mudar quem és, porque associas o acontecimento, seja este ou outro, a quem tu és. Sentes que não gostam de ti, porque não te aceitam como és. Associas a tua pessoa a alguém que não recebe amor ou respeito ou admiração.

Mas isto é o que acontece ...

Se não estás a controlar e a decidir de forma consciente quais os pensamentos que queres ter, então a tua mente irá dar-lhe pensamentos que correspondem ao que tens dentro de ti.

Ou seja, o que estás a sentir, faz parte de ti, está dentro de ti, e não o resultado das experiências que estás a ter.

Tornar-te mais consciente dos teus pensamentos e escolher quais os pensamentos que queres ter, não só te vai fazer mais feliz, como vai começar a mudar as situações que atrais para a tua vida e a forma como te relacionas com os outros e os outros contigo.

Irás começar a viver a vida que mereces!

Contacto

+(351) 922 265 933​

wellbeing.terapias@gmail.com

Morada

Av. dos Pescadores, 549

4490-013 Aver-O-Mar

Póvoa de Varzim

Porto, Portugal

WELLBEING&LIVING BY THE SEA

       

Orientação para a Gestão do Stress e Desbloqueio de Vida

Massagens e Terapias | Formação e Workshops