O Caminho da Depressão até à Felicidade

Atualizado: 2 de Mar de 2019



Passar de um estado de depressão para um estado de felicidade e alegria não é fácil. Por vezes é tão difícil que parece impossível. Mas é um processo e um caminho que está ao teu alcance.


Não basta quereres, não basta fazeres de conta que estás bem. Não basta tomares um comprimido para anular os sintomas.

É preciso teres consciência de quem és e do que se passa em ti e do que afeta a tua energia.


Neste artigo deixo-te 5 passos que, para mim, são fundamentais para o auto-conhecimento e para poderes libertar a energia de emoções negativas que não te pertencem, como é o caso da depressão.



1. Não te identifiques com o teu estado emocional.

Tu não és a Depressão ou o Medo ou a Raiva que sentes.


Quem tu És é energia pura e positiva, mas ao longo da tua vida foste adquirindo padrões de pensamento que te empurraram para um estado emocional inferior.


Quando te identificas com o estado emocional em que estás como sendo quem és, seja depressão, raiva, medo, preocupação, apatia, etc, o teu caminho torna-se muito mais difícil. Afinal, tu não podes ser algo diferente do que aquilo que és. Mas se conseguires ver que o teu estado emocional é apenas um estado que está a acontecer no momento, e que se este momento é igual a ontem e ao mês passado ou até à tua vida inteira, é porque de alguma forma adquiriste hábitos de pensamento, que estão a prender-te neste estado, então irás perceber que podes escolher o estado em que queres estar, e assim procurares aprender e fazer tudo o que te possa ajudar a alcançar esse estado, e assim começar o teu caminho no sentido positivo.


As tuas emoções são o teu sistema interno de conexão com a tua verdade Interior e são ativadas em resultado dos pensamentos que estás a ter, sejam conscientes ou não.
As tuas emoções negativas são justamente a indicação de que estás a ter pensamentos que são contrários a quem verdadeiramente és!


2. Presta atenção ao que sentes.

É preciso Sentir para poder Mudar.


Sentir é ter consciência do Estado Emocional em que estás. E identificar a emoção que estás a sentir é ter o conhecimento do que se passa contigo, no teu corpo físico e nos teus pensamentos.


Quando o que sentes são emoções negativas, sentes sofrimento, e ninguém, nem tu, quer ter sofrimento nas suas vidas. Talvez por este motivo, também tu faças de tudo para evitar sentir o que estás a sentir.

Digo “o que estás a sentir”, porque as tuas emoções estão a acontecer quer tenhas consciência delas ou não, mas podes ignorá-las, da mesma forma que podes ignorar o toque do alarme de incêndio quando a casa está a arder.


Ignorar o que sentes, não te permitires estar em contacto com as tuas emoções ou camuflar o que sentes, distraindo a tua mente com tv, jogos, vícios, etc, não te vai ajudar a resolver a tua condição emocional. Vai apenas tornar-te alheio ao que se passa no teu próprio corpo e mente.

Quanto mais atento e consciente estiveres das tuas emoções, mais fácil será identificar a causa delas e assim poder mudá-las. Procura ser verdadeiro e honesto contigo mesmo e admitir (para ti) o que está mal. Como te sentes e o que te faz sentir mal neste momento.

Procura passar tempo, nem que seja só uns minutos por dia, contigo mesmo, apenas sentindo o que estás a sentir.


Presta atenção aos pensamentos que estás a ter neste momento e ao longo do dia. Quanto mais conhecimento adquirires sobre ti mesmo e sobre a energia do teu corpo e mente, mais fácil será elevares o teu estado emocional.


O desconhecimento é o principal aliado da continuidade!



3. Dá um passo de cada vez.

O Alívio acontece sempre que sobes a Escala Emocional.


As tuas emoções, em cada momento, ou são positivas ou são negativas.

As emoções positivas são aquelas que são benéficas para ti, quer pela forma como afetam a tua energia e efeitos que têm no bem-estar do teu corpo e mente, quer pela forma como determinam o que atrais para a tua vida. As emoções negativas produzem o efeito contrário e representam malefício para ti e para a tua vida.


Dentro do grupo das emoções positivas e das emoções negativas temos um leque enorme de emoções, cada uma com a sua vibração energética.


Cada emoção tem uma vibração energética que emite uma frequência de atração entre nós e todos os outros e todas as coisas. Podemos assim classificar as emoções em uma escala emocional, de acordo com o nível da vibração da emoção.


Nas emoções de vibração mais baixa temos o medo, a depressão, o sentir-se vítima. Nas vibrações mais altas temos a alegria, o amor, a apreciação, a compreensão. Entre estes dois extremos temos uma enorme quantidade de emoções que vão baixando na escala conforme baixa a nossa vibração.


Quando estás a sentir uma emoção muito baixa como a depressão ou o medo, dificilmente conseguirás passar de uma forma imediata para um estado emocional positivo.
Mas podes fazer o teu caminho para o alívio emocional, um degrau de cada vez, subindo a escala emocional, através da procura de pensamentos que proporcionem um sentimento melhor em relação ao anterior.

Para te sentir melhor não é preciso que deixes de sentir emoções negativas, basta que troques uma emoção negativa por uma menos negativa! Uma emoção como a satisfação, por exemplo, tem uma vibração mais baixa do que a vibração da energia da apreciação, mas é também uma emoção positiva, e por isso benéfica para ti.

Já uma emoção como a irritação, por exemplo, é uma energia negativa, mas tem uma vibração mais alta do que o medo, logo, desde que subas na escala, estás no caminho certo.


Quanto mais alto estás na escala emocional, mais perto estás da energia de quem verdadeiramente És. Mais as tuas vibrações são parecidas com as vibrações do seu Ser Interior. E assim melhor será o seu ponto de atração, permitindo que continues o caminho para o teu bem-estar.



4. Aceita o teu Estado Emocional.

Orgulho é melhor que Apatia e Raiva é melhor que Culpa.


Por vezes é preciso procurar alguém a quem apontar o dedo pela situação em que estás para sair de um padrão depressivo, e não há nada de mal com isso, pelo contrário.

E se antes sentias impotência perante o poder de alguém sobre ti e agora sentes raiva, também estás na direção certa.


Sentir o desejo de vingança é bom? Ou estar com raiva de alguém? Com certeza não é bom para quem é o alvo das tuas emoções ou para os que lidam contigo no dia-a-dia, mas para o teu caminho, que é o único que importa, tudo depende de onde estavas antes na tua escala emocional. Sentes-te melhor do que te sentias antes? Então é sinal que estás no caminho certo.

A procura de uma emoção que dê alívio emocional é sempre o caminho certo e todos fazemos isto de uma forma instintiva e automática. Mas como o degrau seguinte nem sempre é aquilo que realmente queres e/ou porque de repente começas a incomodar os outros com o teu novo estado emocional, a tendência é achares que estás mal e regredires no progresso, voltando ao estado emocional anterior ou ainda mais para baixo.

Entras assim num ioio de instabilidade emocional que te convence de que não há esperança para mudar a tua situação.


Para manteres este novo estado emocional, não para sempre, mas até estares estável o suficiente para poderes continuar a avançar na escala emocional, é preciso que aceites as tuas emoções e que não sintas culpa pelo estado emocional em que estás, sejam elas quais forem.


Sente orgulho em ti, por estares a sentir-te melhor e mais positivo (mesmo que ainda estejas negativo). Sente orgulho em ti por teres conseguido sair de um estado emocional que era mais pesado e que te prendia mais em baixo.


Se estás com raiva, sente-te bem na tua raiva e ignora quem te diz que estás errado.

E não te preocupes, que não vais ficar na raiva para sempre. Se o teu propósito é continuar a melhorar a tua condição emocional, com o tempo irás sentir menos raiva, e com o tempo irás sentir indiferença, e com o tempo irás sentir o perdão.


Não procures ser perfeito, nem nunca ter emoções negativas, porque isso é impossível.

Concentra-te apenas, a cada momento, em subir a escada emocional, um degrau de cada vez, e assim melhorar as tuas vibrações e a tua energia!



5. Não olhes para trás.

Constrói o teu Caminho com Confiança.


Sobe os teus degraus e não olhes para trás.


É quando olhas para trás, quando falas sobre o que aconteceu ou sobre o estado emocional em que estavas antes, que ativas novamente aquelas emoções e tens recaídas.


Eu sei que provavelmente tu sentes que precisas de ser ouvido, de ser compreendido. Que saibam aquilo por que passas-te ou estás a passar. Que saibam quem tu és e como chegas-te aqui.

Mas (desculpa se te vou magoar) deixa-te de histórias!


Sempre que falas sobre um assunto estás a ativar a energia desse assunto e das emoções associadas. E se a vontade de falar sobre isso é muito forte, mais uma razão para não o fazeres, porque é sinal que essa energia ainda está muito agarrada a ti, e a vontade que sentes, é o momentum dessa energia a puxar na mesma direção, como uma bola de neve que rola montanha a baixo e leva tudo à frente.


Por isso, não peças opinião. Não peças um ombro onde chorar. Não peças simpatia ou empatia ou compreensão.


Entende que mais ninguém vai entender aquilo porque passas-te ou estás a passar, e quando tentas explica a alguém algo sobre ti, a única coisa que estás a fazer é a ativar a energia dessa memória.


Se estás a subir os teus degraus, não expliques a outro alguém, nem a ti próprio, porque é que agora estás num determinado estado emocional, porque é que agora, por exemplo, sentes indiferença.


Tem apenas consciência de que este novo estado emocional é um alívio para ti, e que és alguém que busca o seu bem-estar, sentir-se melhor, e estar melhor em si próprio e na sua vida.


Tem apenas consciência de que estás no teu caminho e na direção certa e que por isso em breve irás atingir um novo estado emocional, mais alto e mais positivo!


#SairdaDepressão #EscalaEmocional #PassosParaFelicidade

Contacto

+(351) 922 265 933​

wellbeing.terapias@gmail.com

Morada

Av. dos Pescadores, 549

4490-013 Aver-O-Mar

Póvoa de Varzim

Porto, Portugal

WELLBEING&LIVING BY THE SEA

       

Orientação para a Gestão do Stress e Desbloqueio de Vida

Massagens e Terapias | Formação e Workshops