O Futuro é Aquele Lugar Onde Nada Começa e Nada Muda

O futuro é aquele lugar onde tudo é possível (na nossa imaginação) e o lugar onde, no agora, conseguimos ser objetivos. No futuro conseguimos mover as peças da nossa vida com uma facilidade que não conseguimos no presente, porque no presente, não podemos levar as nossas emoções para o futuro.

Quando no agora olhamos para o futuro, a emoção que sentimos vai depender das crenças que temos agora sobre esse assunto e a possibilidade do acontecer. Muitas crenças que temos impedem-nos de ver um futuro melhor e por isso a contemplação desses assuntos projetados ao futuro traz-nos sofrimento.

Mas, na maioria das situações da nossa vida, nós olhamos para o futuro de uma forma muito diferente da que vemos o presente, porque associamos as nossas escolhas no presente a uma vida que aparentemente não conseguimos controlar e sobre a qual não temos muito poder de escolha.

No futuro nós conseguimos dar mais valor e importância ao que realmente importa. No futuro nós conseguimos saber o que é melhor para nós e fazer essas escolhas. No futuro nós conseguimos gerir o nosso tempo de uma forma mais eficaz e apenas usar o nosso tempo naquilo que escolhemos. Porque no futuro, nós somos imunes à nossa energia negativa do presente.

Mas o futuro nunca chega e as mudanças com que sonhamos só acontecem quando um dia dizemos, “já basta”, e as começamos AGORA.

Uma pessoa vive na ilusão quando acha que amanhã vai ser diferente. Quando acha que a razão porque não começa algo agora tem a ver com as circunstâncias da sua vida neste momento que a impedem de fazer aquilo que quer fazer. Agora não tem tempo, mas quando terminar um determinado projeto, ou ficar de férias, ou os filhos forem mais crescidos, ou terminarem os episódios destas séries … então irá ter o tempo que precisa para o que quer fazer. Agora não tem dinheiro, mas quando terminar de pagar o carro, ou quando tiver a casa pronta, ou quando já tiver comprado todas as calças e sapatos que precisa ... então irá ter dinheiro a sobrar para o que quer fazer. Agora tem preocupações, coisas a resolver, coisas urgentes a fazer, um trabalho que dá muito stress, ou um desemprego que dá muita preocupação, ou uma vida parada que dá muita dúvida sobre um caminho a seguir, mas quando tudo se resolver e estiver perfeito, então terá cabeça para dedicar-se àquilo que quer fazer.

Sempre que uma decisão é deixada para depois, seja para depois das férias, seja para o dia seguinte, seja para mais logo à tarde, o mais provável é que nunca vá acontecer.

E a razão é muito simples.

Se uma pessoa diz, “eu agora não posso, porque não tenho tempo, porque (...)”, ela acredita que agora não tem tempo devido àquela situação que não a deixa ter tempo, mas na verdade ela não tem tempo, porque algo em si (crenças) comanda a forma como esta pessoa gere o seu tempo. Se a crença diz, “cuidar de mim não é o mais importante” ou “cuidar de mim é desperdiçar tempo”, nunca vai ser. Mudam as circunstâncias e situações na vida da pessoa e irá haver sempre outras coisas mais importantes para fazer, nem que seja limpar o pó da casa dez vezes ao dia. Se for lidar com as preocupações de um negócio ou de uma família, já justifica a falta de tempo? Não. O real motivo por trás da gestão de tempo é sempre o mesmo, a forma como acreditamos que tem de ser, e esta é diferente para cada pessoa, ou seja, é subjetiva às crenças de cada um.

E tu? Tens mesmo um assunto importante para resolver e por isso não tens tempo? Quando o resolveres irás ter tempo? Ou tens crenças que te dizem “a minha vida é complicada e sempre cheia de problemas” ou “eu nunca consigo ter tempo para cuidar de mim”. Seja como for, a verdade é que acaba um problema e começa outro, apagas um incêndio e depois lidas com a inundação, mas o que nem sempre percebes é que as situações mudam, mas o registo é sempre o mesmo.

Outra razão porque o futuro não vai ser diferente é porque ou a mudança acontece no agora ou não acontece. Seja o que for que queres fazer ou pretendes fazer e não consegues fazer agora, seja pelos motivos acima descritos ou outros ou porque agora simplesmente não consegues dar esse passo, a verdade é que olhas para o futuro e lá no futuro sabes como vais ser e o que vais fazer, mas não tens em conta que te levas a ti junto para o teu futuro. Aquilo em que acreditas agora ou aquilo que sentes agora, vai sempre contigo até ao momento em que no agora mudas essa crença e sentimento.

Tu achas que no futuro vais ter vontade, mas chegas lá e tu és o mesmo. A tua forma de pensar e o estado emocional em que te encontras é o mesmo, e por isso nada muda. Porque nenhuma decisão diferente pode surgir de um estado igual. E nenhuma mudança acontece sem a mudança interior acontecer primeiro.

Por isso não te iludas a dizer que amanhã vais fazer aquilo que queres fazer ou que depois começas ou terminas algo.

Apenas pensa … consigo fazer isso agora? Se não, porque não?

A justificação que dás como motivo para não ser possível é a crença que te vai empurrar sempre na mesma direção e resultados de vida. A emoção que sentes que te impede de fazer agora, que surge na forma de um, agora não consigo, agora não quero, agora não posso, e que sentes de uma forma negativa, com um aperto dentro de ti, é o real impedimento que te faz adiar para um futuro a ação que sabes muito bem que agora não vais fazer, mas achas que depois vais.

Mas não vais. Se não fazes agora, depois também não. E também não vale a pena tentares forçar uma ação no agora. Apenas faz o teu melhor por reconhecer o que te faz dizer o não no agora e mudar esse estado. Sem urgência, sem pressa, sem ter de ser. Apenas reconhecendo e aceitando que a mudança só acontece, no momento, em que a fizeres no agora.

Contacto

+(351) 922 265 933​

wellbeing.terapias@gmail.com

Morada

Av. dos Pescadores, 549

4490-013 Aver-O-Mar

Póvoa de Varzim

Porto, Portugal

WELLBEING&LIVING BY THE SEA

       

Orientação para a Gestão do Stress e Desbloqueio de Vida

Massagens e Terapias | Formação e Workshops