Torna o Teu Vício o Teu Maior Aliado



Porque é que alguém come mais do que devia ou aquilo que sabe que lhe faz mal? Para sentir-se melhor!

E porque é que alguém corta-se, ou bebe álcool, ou consome drogas, ou compra um carro acima da sua realidade? Para sentir-se melhor!

Seja o que for, se for para sentires-te melhor, a minha resposta é sempre a mesma. Faz! Se a ação em ti não te colocar em perigo no momento, faz! Não caias é no erro de condenar-te no segundo em que o sentimento de bem-estar acaba.

Mal acabas de comer aquele pacote de bolachas já estás a condenar-te, por não conseguires controlar-te, por não gostares de ti o suficiente, pelas consequências que vais sofrer com os teus atos.

E não percebes que a razão porque sentes-te tão mal, não é pelo que acabaste de fazer, mas por todos estes julgamentos e condenação de ti próprio que estás agora a fazer.

Todo aquele bem-estar proporcionado pela ação, que muitas vezes só dura uns minutos, é deitado fora e não é aproveitado para um bem maior. Não é usado como o catalisador que tem o potencial de ser para a cura e para a mudança.

Se recorres a algo para fazer-te sentir melhor, é porque antes sentias-te pior. Se fazes isto com frequência, é porque com frequência sentes-te pior. E se não consegues controlar os teus impulsos, é porque vives num estado pior que é ignorado por ti e abafado no teu interior.

Como não tens consciência, pelo menos não na sua real dimensão, facilmente és levado por impulsos que guiam-te na direção do teu bem-estar, na medida em que é possível e que te permites aceitar.

Quando não acreditas que mereces nada, que nada te é acessível, que não vales nada, que não tens dinheiro para nada, estará muito mais acessível a ti do que um vício sobre o qual não tens auto controle?

Este é o caminho que te permites aceitar, mas não é o único caminho possível e sem dúvida, e tu sabes isso muito bem, não é o caminho mais saudável e seguro para ti.

Mas, sem querer aqui defender qualquer tipo de vício, o que eu pretendo é que uma pessoa que já tem um vício, nem que seja de estourar todo o seu dinheiro no shopping, que possa olhar para esse vício como aquilo que realmente é, e usá-lo em seu benefício.

Consciência é tudo! E ter consciência do que se passa em nós é fundamental para realmente podermos mudar a nossa vida.

Assim sendo, olhando para o vício como a ferramenta que estamos a usar para conseguirmos sentir-nos melhor e admitindo que, se assim é, é porque nos instantes antes estávamos a sentir-nos muito pior, é o primeiro passo para conseguir largar o vício, mas não só.

É o passo necessário para realmente conseguirmos libertar a emoção negativa que nos aflige.

Então vou deixar aqui alguns passos para que essa consciência possa ocorrer.

Ama-te Olha-te no espelho e diz “eu amo-te!” com frequência, e especialmente quando acabas de fazer algo que sabes que não querias. Admite para ti mesmo(a) o quanto aquela ação te fez sentir bem enquanto a fazias e reconhece nisso o teu desejo, que é mais forte que tudo, de te sentires bem e seres feliz.

Perdoa-te Perdoa-te por todas as más decisões que algumas fizeste e que continuas a fazer. Tu só podes fazer o melhor que consegues com o que sabes e tens à tua disposição no momento. E se fazes escolhas erradas é porque ainda não sabes outras melhores que possas fazer. Mantém um espírito de abertura com o que mais é possível para o agora e para o futuro e ignora o que já foi.

Não Te Julgues Não julgues agora que já passou o que fizeste de mal, não te condenes pelo pacote de bolachas agora que acabas-te de o comer, pois tu sabes muito bem que o irás voltar a fazer enquanto continuares a sentir-te da mesma maneira. E julgares-te não te vai ajudar a sentir melhor em relação a ti próprio(a), pelo contrário, vai fazer com que cada vez te sintas pior em relação a ti e por isso mais difícil de mudar o que queres mudar.

Compromete-te a Ti Reconhece as tuas emoções em ti e compromete-te a fazeres o teu melhor por te sentires um pouco melhor a cada dia. Olha-te no espelho todas as manhã e diz ““Maria” eu comprometo-me a ti a …….”. Sem pressas, sem obrigações, sem culpas. Apenas um pouco melhor a cada dia. Sabendo sempre que uns dias irão ser melhores e outros piores. Sabendo que a vida é um caminho, e não uma meta!

E claro, faz o possível por cercar-te de pessoas que dão-te apoio e encorajamento e conseguem ver o melhor em ti. E afasta-te de todos aqueles que estão habituados a focar nas tuas falhas e limitações.

Ninguém é perfeito, nem tu, nem eles, mas se queremos que a nossa energia comece a fluir numa determinada direção, precisamos de dar todo o nosso foco a essa direção, e será difícil de o fazer enquanto outros constantemente lembram-nos de focar na direção oposta.

Contacto

+(351) 922 265 933​

wellbeing.terapias@gmail.com

Morada

Av. dos Pescadores, 549

4490-013 Aver-O-Mar

Póvoa de Varzim

Porto, Portugal

WELLBEING&LIVING BY THE SEA

       

Orientação para a Gestão do Stress e Desbloqueio de Vida

Massagens e Terapias | Formação e Workshops